Lives

June 3, 2020

 

 

      Ontem eu fiz uma Live e, quando entrei, a internet não funcionou direito. Minha voz cortava, eu suava, mudava pro 4G, as pessoas entravam, eu achava que ia desmaiar, botava fone, tirava fone... quase que tivemos que cancelar. Mas graças a Nossa Senhora do 4G, rolou. Ao final da Live tive impulsos de bater na atendente digital da Net. Mas, ao invés disso, fiquei pensando, quantas pessoas já passaram por isso? E se de repente tivesse acabado a luz? Quantas pessoas já deixaram acabar a bateria do celular em plena Live? Quem sabe deixaram cair o iPhone? Ou caíram da cadeira! Quantas pessoas já entraram numa Live e a outra pessoa não apareceu? De repente confundiu a hora da própria Live? Ou até mesmo desistiu e deu “no show”? E o coitado que ficou lá sozinho esperando? E quem fez a Live e não teve audiência nenhuma? Nem a própria mãe? Quem marcou a Live num horário esquisitão tipo 12h30? E quem entrou e confundiu o tema da conversa? Quem teve branco? Ou um ataque de riso? Ou de tosse? Ou de soluço? Quem já dormiu na conversa? Ou já teve que correr pro banheiro? Em quantas Lives o maridão não passou atrás de cueca? Ou o filho veio pedir danoninho? Quantas pessoas já brigaram numa Live? Ou paqueraram a outra pessoa e ficou climão? Ou já reparou que tinha comida no dente? Será que tem gente que come na Live? Quantas pessoas já ficaram tão viciadas em fazer Live, que passaram a marcar uma por dia, com o filho, com o marido, com a vó e com quem mais tiver Instagram. Meu Deus das Lives, me defenda e nunca mais me deixe off-line!

Share on Facebook
Please reload

Recent Posts

September 8, 2020

September 8, 2020

July 23, 2020

June 29, 2020

June 3, 2020

May 9, 2020

April 27, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

© 2017 by Bia Garbato